+55 (21) 3183-7395 / WhatsApp +55 (21) 99926-0236 / +55 (11) 99982-9998

Próstata Aumentada - Hiperplasia Prostática Benigna

%

Número de homens acometidos pela doença

A hiperplasia prostátia benígna (Aumento da Próstata) é uma condição comum no envelhecimento masculino. Uma próstata grande pode causar sintomas urinários desconfortáveis, como jato urinário fraco. Também pode causar problemas na bexiga, vias urinárias e rins.
Existem várias opções de tratamentos efetivos para o aumento da próstata, incluindo medicações, terapias minimamente invasivas e cirurgias. Para escolher a melhor opção você e seu médico devem avaliar os seus sintomas, o tamanho da sua próstata, suas condições de saúde e suas preferências.

O que é

É o aumento do volume prostático ( hiperplasia prostática ), que comprime (aperta) a uretra, obstruindo o fluxo miccional. Sua frequência  aumenta com a idade.

Quais os Sintomas?

O aumento da próstata ocasiona sintomas urinários, como:

Sintomas obstrutivos:
– Jato urinário fraco ou intermitente
– Hesitação
– Necessidade de “fazer força” para urinar
– Sensação de não esvaziamento completo da bexiga
– Gotejamento ao final da micção.

Sintomas irritativos:
– Urgência urinária (necessidade de sair correndo para urinar)
– Aumento da frequência (tem de urinar várias vezes)
– Necessidade de urinar à noite
– Incontinência urinária

Fatores de risco

Idade. O aumento da próstata com a idade raramente causa sintomas em homens jóvens, com menos que 40 ano; porém, 29% dos homens entre 50-59 anos, 40% entre 60-69 e 56% com mais de 70 anos, vão apresentar sintomas.

História familiar. Um parente direto, como seu pai ou irmão, que tenha tido o aumento da próstata e os sintomas miccionais com a idade, colocam você em maior risco.

Diabetes e doença cardíaca. Estudos revelam que diabetes, doenças cardíacas e uso de beta bloqueadores podem aumentar o risco de hiperplasia prostática.

Estilo de vida. A obesidade aumenta o risco de hiperplasia prostática. Fazer exercício pode reduzir este risco.

Tratamento

Sabemos que 24% da população masculina apresenta estes sintomas urinários baixos, podendo chegar a até 57% dos homens com mais do que 70 anos de idade.  O principal fator de risco é a idade.
A maioria dos homens que apresentam esta dificuldade para urinar são tratados com medicações orais, com uma taxa de sucesso de 81,2%. Os outros 18,8% vão apresentar falha terapêutica, sendo encaminhados para um tratamento cirúrgico. 8% dos homens entre 60-69 anos e 22,4% com mais de 70 anos vão precisar realizar um tratamento cirúrgico.

Complicações

Retenção de urina. O paciente não consegue urinar, sendo necessário um atendimento de emergência e a passagem de um tubo (cateter) pelo pênis para dentro da sua bexiga, visando drendar a urina retida. Alguns homens vão necessitar de uma cirurgia.

Infecção do trato urinário. A inabilidade de esvaziar totalmente a bexiga pode aumentar o risco de infecção urinária. Se as infecções ocorrerem com frequencia, pode ser necessário a realização de uma cirurgia.

Cálculos de bexiga. Geralmente é causado por uma inabilidade de esvaziamento da bexiga. Os cálculos também podem causar infecção, irritação, obstrução ou sangramento na urinário.

Lesão da bexiga. Uma bexiga que não esvazia copletamente fica estirada e se enfraquece com o tempo. Como resultado a musculatura da parede da bexiga perde sua contratilidade e a capacidade de esvaziamento a bexiga plenamente.

Lesão renal. A pressão aumentada na bexiga, causada pela retenção urinária total ou parcial, pode lesar diretamente o rim ou permitir que a infecção da bexiga possa chegar até ele.

A maioria dos homens com o aumento da próstata não vão apresentar estas complicações, entretanto, a retenção urinária e a lesão renal podem ser uma ameaça.

Ter uma próstata aumentada não parece aumentar seu risco para ter câncer de prósta.

NOVA TECNOLOGIA

Cirurgia Prostática à Laser – GreenLight

Inovação disponível no Brasil

Nova forma de tratamento minimamente invasivo, com menos complicações, menor tempo de internação e resultado similar às cirurgias de ressecções tradicionais.

O Dr. Alexandre Miranda tem se dedicado ao tratamento com a tecnologia GreenLight.

Agende agora sua consulta

Vídeo demostrando como é feita a cirurgia prostática com o Laser GreenLight

Faça o teste

Saiba agora se você apresenta os sintomas e qual a gravidade

Quer Ajuda? Fale aqui